sexta-feira, 29 de julho de 2011

Fazendo um "tour" até a Cooperativa e a partir desta...

Para quem ainda não teve a oportunidade de conhecer, aqui vai a rota, e abaixo algumas fotos da cooperativa no acesso, por dentro e por fora. Créditos das fotos são todos dos Srs. Abel Volinger, Gilberto Gugelmin, Marcelo Hübel, da Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de São Bento do Sul e a rota copiamos a partir do Google Earth. Clicando sobre as fotos estas são ampliadas. Sinta-se em casa e divirta-se neste passeio!

Rota a partir do Super Center Germânia que estabelecemos como referência no Centro da cidade de São Bento do Sul, até a Coopercatsbs. Seguindo no sentido Centro-Bairro Centenário, pela Rua Augusto Wundervald, o acesso se dá na próxima rua paralela à Avenida dos Imigrantes. Descendo a Rua João Wenceslau Pscheidt, passando a ponte é a próxima rua à esquerda. 


Chegando à cooperativa, no terreno situado à Rua Inês Muller Pscheidt,  nº 96 no Bairro Brasília, seja bem vindo. É esta a primeira imagem que terá do galpão que possui área de 419,24 m2, e está construído sobre um terreno de 1.134,33 m2.




Porta principal  na lateral do galpão a Cooperativa, por onde o material é recepcionado,  despejado dos caminhões da Coleta Seletiva. A Coopercatsbs atualmente recebe 84% do material da cidade, coletado nos bairros Centro, Brasília, Progresso, Centenário, Bela Aliança, Mato Preto, Dona Francisca, Colonial, 25 de Julho, Schramm, Serra Alta. O material dos outros bairros é destinado à outras iniciativas de reciclagem recentemente estabelecidas, que vem sendo incentivadas pela administração pública para que se desenvolvam. 

Algumas vezes a produtividade está baixa e o material acumula, prejudicando a circulação no interior do galpão. Outras vezes, falta material. A quantidade depende da qualidade do trabalho do grupo que coleta, variando para baixo em épocas de chuva ou pouca atividade comercial na cidade, ou mesmo, nos períodos em que simplesmente há pouca participação da comunidade na separação do lixo, por falta de campanhas permanentes de incentivo à reciclagem. Enfim, a combinação de um conjunto de fatores, reduz ou aumenta a quantidade de material, e consequentemente a renda dos cooperados a cada mês. Cada sacolinha desta pilha é para os cooperados uma preciosidade.


Após recepcionado o material, um cooperado se instala na ponta da esteira e vai abrindo as sacolas despejando o material para seleção. A esteira tem 12 metros no comprimento. Eventualmente a distração de algum cooperado faz passar algum material na esteira sem aproveitamento, mas esta perda vem sendo minimizada. Estudos realizados em 2010 apontaram rejeito de 25% pois eventualmente são carregados com a Coleta Seletiva, materiais orgânicos e não recicláveis. A exemplo, algumas embalagens plásticas utilizadas por padarias para vender frações de bolos, não são aproveitadas. Aproximadamente cinquenta itens são separados, que vão para  os chamados "bags" - sacos grandes que aparecem à direita da foto, antes de serem prensados. Apesar de a cooperativa possuir uma máquina moedora de vidro, esta não é utilizada, e este material é simplesmente ensacado e empilhado para venda. A partir do mês de julho, as garrafas pet também não são mais prensadas, passando pela fragmentadora de pet adquirida a partir de doação recente da empresa Condor S/A.




Reparem ao alto, onde acontece a reciclagem do óleo de cozinha que chega à cooperativa em garrafas pet. A cooperativa dispõe de um sistema de filtragem do óleo utilizado em frituras, mas a captação deste material ainda é baixa, uma vez que não existe regularidade de coleta nos restaurantes, lanchonetes e cozinhas industriais da cidade. Ainda no alto, à direita, há uma área reservada para a Administração, devidamente organizada com com armário, mesa de escritório e cadeira giratória. O espaço (sem divisórias) ainda é utilizado para depósito de materiais leves, causando um aspecto de pouca organização e limpeza. A cooperativa já teve dois computadores que foram furtados, hoje não dispondo desta ferramenta e acesso à internet.

À direita da esteira fica a área de higiene e a cozinha (acima), local comumente utilizado para receber visitantes e orientadores, e para as reuniões de Diretoria. A cozinha está bem equipara com fogão, geladeira e microondas. Neste espaço os cooperados deixam seus pertences, por não disporem de armários individualizados. Pouco adiante (não temos foto), também à direita da esteira, há uma área onde hoje estão instaladas duas prensas, duas balanças devidamente aprovadas pelo Inmetro, e neste mês foi instalada a fragmentadora de Pet. O espaço é ainda utilizado para estoque dos produtos já prensados.




A saída dos materiais acontece pela porta principal que é vista logo que chegamos à cooperativa. Este é o aspecto geral do material, pronto para comercialização (caixas de leite, papelão, plástico prensados). Ainda, na parte externa são empilhados sacos amarrados com garrafas, todo material metálico, de informática, plásticos duros e os "bags" dos materiais que dependem de grande volume para serem prensados.






O material que não é separado para Coleta Seletiva, vai direto para o Aterro Sanitário controlado. Nesta foto, a primeira carga que o aterro recebeu em julho de 2010, onde é possível visualizar a quantidade de material orgânico (verde) que poderia ser aproveitada num sistema de compostagem (hoje não há nenhuma iniciativa na cidade). Reparem na quantidade de caixas que deixam de ser recicladas, e de sacolinhas plásticas que serão enterradas com o conteúdo mais diverso: restos de alimentos, vidros, e toda sorte de embalagens plásticas e de metal. Todo este lixo é posteriormente recoberto por argila e vai formando camadas de lixo enterrado. Diariamente chegam ao aterro controlado 10 caminhões similares ao da foto, cada um carregado com quatro toneladas de lixo. A produção diária de lixo em São Bento do Sul, que chega ao aterro sanitário (já descontado todo material reciclado pelas cooperativas, sucateiros, o entulho da construção civil e o lixo industrial) é de 0,576 kg por habitante e segue aumentando.



Seguindo a Rua Augusto Wunderwald, logo após a rotarória em frente à Igreja no Bairro Centenário, a próxima rua à Direita é a Rua Alberto Torres (praticamente todo o percurso está asfaltado). Para chegar até o Aterro Sanitário controlado, vai seguir esta rua até a grande bifurcação em "V" , pegando à Direita neste ponto, destacado na foto acima. Seguindo sempre em frente até localizar a entrada do Aterro, que está indicado por uma placa bem destacada  na paisagem, à esquerda da estradinha. O acesso não é permitido, então, vá apenas para saber onde fica, mostrar às crianças para onde vai o lixo que produzimos. Seguindo adiante nesta estradinha (estreita) irá chegar à Estrada Schramm, exatamente na Serraria que lá é ponto de referência. Um passeio agradável para um final de semana ensolarado, retornando pelo Bairro Schramm, em trecho totalmente asfaltado.




.



quarta-feira, 27 de julho de 2011

INSCRITOS! II Prêmio Odair Firmino de Solidariedade

Através do escritório Att Contabilidade, autorizado verbalmente pela atual Presidente, a Cooperativa dos Catadores de Material Reciclável de São Bento do Sul acaba se ser inscrita para concorrer ao II PRÊMIO ODAIR FIRMINO DE SOLIDARIEDADE.

Outras entidades que queiram participar, tem prazo até 31/07/2011.

Saiba mais abaixo:


Regulamento

PRÊMIO ODAIR FIRMINO DE SOLIDARIEDADE
SEGUNDA EDIÇÃO
REGULAMENTO
PREÂMBULO
A Cáritas Brasileira, organismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), torna pública a segunda edição do Prêmio Odair Firmino de Solidariedade. Este Prêmio visa estimular ações de disseminação e divulgação da cultura de solidariedade, e faz parte da programação da Semana de Solidariedade, promovida anualmente pela Rede Cáritas.
Odair Firmino nasceu em 22 de junho de 1945, em Ipameri (GO), e faleceu em Anápolis (GO) no dia 05 de julho de 2008. Sua missão, antes como franciscano e depois como agente da Cáritas, foi incansável diante da exploração, do abandono e da exclusão de pessoas e comunidades. Odair assumiu a causa dos oprimidos e amou-os até o fim, como seu próximo. Seu modo de vida, sempre alegre e cheio de esperança, fez dele uma pessoa mansa, misericordiosa e pura de coração. Diante da violência que sempre atinge mais duramente os empobrecidos, especialmente negros, jovens e mulheres, Odair promoveu a paz verdadeira. Sempre solidário com os que foram perseguidos por lutarem pela causa da justiça.
Com este Prêmio, a Cáritas Brasileira quer manter viva a chama da paz e da esperança que lhe eram próprias, além de revelar ações libertadoras presentes nas contradições da história.
Capítulo I – DOS OBJETIVOS
Art. 1º. O Prêmio Odair Firmino de Solidariedade tem como objetivos:
I – incentivar, valorizar e dar visibilidade a ações de caráter coletivo que contribuam para a cultura da solidariedade;
II – fortalecer a mobilização da rede social a partir de experiências e ações de referência para a sociedade no âmbito das políticas públicas;
III – reconhecer publicamente os esforços das organizações, associações, entidades e grupos populares em suas lutas em defesa e melhoria de vida.
Capítulo II – DA TEMÁTICA
Art. 2º. O Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, nesta segunda edição, no ano 2011, estará relacionado com o tema: Mulher, Meio Ambiente e Desenvolvimento. A temática busca trazer à tona todas as lutas e ações de mulheres organizadas em grupos, associações, cooperativas, que historicamente visam construir uma humanidade viva e em harmonia com a natureza.
Art. 3º. O Prêmio Odair Firmino de Solidariedade selecionará experiências que possuam um ou mais das seguintes características.
a) inclusão social de mulheres em situações de risco socioambiental;
b) ações produtivas ou extrativistas de grupos ou com grupos de mulheres na perspectiva da promoção e recuperação da biodiversidade; e da geração de trabalho e renda;
c) ações de promoção da participação de mulheres nas mobilizações, articulações e lutas das organizações da sociedade civil;
d) ações de promoção da participação de mulheres e grupos organizados de mulheres na construção de políticas públicas socioambientais e/ou no exercício do controle social destas políticas;
e) promoção da diversidade das culturas locais e das identidades, com atenção para as questões de gênero, raça, etnia e geração;
f) ações de recuperação de áreas degradadas pelos impactos ambientais e uso inadequado de recursos naturais feito por iniciativa de grupos organizados de mulheres;
g) ações voltadas para inserção produtivas de mulheres no mundo do trabalho na perspectiva da economia solidária;
i) Promoção do consumo ético e solidário na perspectiva da mudança de padrões de comportamento que viabilizam novas relações entre produção, consumo e natureza.
Capítulo III – DAS INSCRIÇÕES E DOS PRAZOS
Art. 4º. As inscrições serão gratuitas e serão realizadas no período de 30 de maio a 31 de julho de 2011, via internet, por meio do Sistema de Inscrição do Prêmio Odair Firmino, disponível no SITE do Prêmio (http://www.premioodairfirmino.org.br/) e no sítio da Cáritas Brasileira (www.caritas.org.br) e enviados para o e-mail premioodairfirmino@caritas.org.br.
Art. 5º. Estarão habilitadas a concorrer ao Prêmio: grupos de mulheres, organizações sociais de mulheres, associações e cooperativas de mulheres, entidades e grupos comunitários de mulheres, todos eles de abrangência local.
Art. 6º. Após a seleção final das experiências, será solicitada cópia dos seguintes documentos:
I – Para entidades juridicamente constituídas:
a) estatuto da organização;
b) ata da eleição da última diretoria;
c) xerox do cartão CNPJ.
II – Para grupos comunitários não constituídos juridicamente: declaração, ou carta de apresentação de entidade jurídica (associação, pastoral, diocese, sindicato, cooperativa etc) que confirme as informações da experiência.
Capítulo IV – DAS CONDIÇÕES PARA INSCRIÇÃO
Art. 7º. O processo de inscrição das experiências obedecerá aos seguintes requisitos:
a) só poderão ser inscritas experiências de âmbito local;
b) cada participante poderá inscrever apenas uma experiência;
c) a inscrição deverá ser feita pelas pessoas responsáveis pela experiência ou entidade. (ver Art. 4º)
d) no ato da inscrição, não será necessário anexar documentos complementares;
e) não serão aceitas inscrições via fax.
§ 1º. A organização do Prêmio Odair Firmino de Solidariedade não se responsabilizará por solicitação de inscrição não recebida por motivos de ordem técnica dos computadores.
§ 2º. A inscrição implica a aceitação de todas as condições constantes deste Regulamento.
Art. 8º. A critério da Entidade promotora do Premio Odair Firmino de Solidariedade, poderão ser solicitadas informações complementares e documentos que comprovem a responsabilidade pela execução da experiência.
Capítulo V – DA SELEÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS
Art. 9º. A seleção será desenvolvida nas seguintes etapas:
I – ratificação das inscrições, pela Comissão Organizadora do Prêmio, das inscrições que tenham sido efetuadas de acordo com as disposições deste Regulamento;
II – seleção regional das experiências, nas cinco regiões geográficas, por um Grupo de Trabalho composto por três membros, sob coordenação dos regionais de Cáritas, assim compreendido:
a) um representante de um dos fóruns ou articulação de mulheres da região;
b) um representante de órgão governamental ligado ao tema do Prêmio para 2011;
c) um membro das Pastorais Sociais/CNBB Regional, ligado ao tema do Prêmio para o ano 2011.
III – seleção nacional das experiências selecionadas e encaminhadas para o Júri Nacional do Prêmio Odair Firmino de Solidariedade.
Art. 10. As experiências selecionadas na fase anterior poderão ser contactadas para adicionais informações.
Art. 11. Para a segunda Edição do Prêmio Odair Firmino, ano 2011, ficam designados as seguintes Cáritas Regionais como responsáveis pela coordenação da pré-seleção nas regiões :
I. Cáritas Regional Maranhão (pelo Inter-regional Meio-Norte);
II. Cáritas Regional Nordeste 2 (pelo Inter-regional Nordeste);
III. Cáritas Regional SP, (pelo Inter-regional Sudeste);
IV. Cáritas Regional SC (pelo Inter-regional Sul);
V. Cáritas Secretariado Nacional (pelas demais regiões).
Capítulo VI – DO CRONOGRAMA
Art. 12. O Prêmio Odair Firmino de Solidariedade obedecerá ao seguinte cronograma:
I. de 24 de maio a 31 de julho: recebimento das experiências;
II. de 1º a 15 de agosto: pré-seleção das experiências nas regiões geográficas;
III. de 15 a 30 de agosto: seleção das experiências pelo Júri nacional.
IV. dia 5 a 12 de novembro: cerimônia de premiação.
Capítulo VII – DO JÚRI
Art. 13. O Júri Nacional do Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, para a edição de 2011, será composto por 07 (sete) representantes, obedecidos os seguintes critérios:
a) um/a representante da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil);
b) três representantes de entidades com historia e experiência de apoio a pequenos projetos;
c) dois representantes de órgãos públicos que atuam com a temática;
h) uma representante da Pastoral da Mulher Marginalizada;
Art. 14. O Júri Nacional do Prêmio Odair Firmino de Solidariedade é soberano em suas deliberações sobre o Prêmio e do seu julgamento não caberá qualquer tipo de recurso.
Art. 15. O julgamento das experiências será feito por pontuação, em escala progressiva de 01 a 10, a partir dos seguintes indicadores:
a) envolvimento da comunidade na experiência;
b) mudanças sociais provocadas na comunidade;
c) parcerias e articulações com outros grupos ou atores sociais;
d) potencial de replicabilidade;
e) contribuição para a cultura de solidariedade;
f) participação na construção de políticas públicas e controle social.
g) promoção das diversidades culturais e das identidades;
h) defesa e promoção de direitos e/ou sociobiodiversidade;
i) relações de gênero, raça, etnia ou geração.
j) protagonismo das excluídas.
Art. 16. Cada Grupo de Trabalho de que trata o inciso II do art. da região geográfica, sob coordenação de uma Cáritas da região, selecionará até 05 (cinco) experiências, formando o conjunto de até 25 (vinte e cinco) experiências a serem submetidas ao Júri do Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, que indicará 03 (três) experiências classificadas em primeiro, segundo e terceiro lugar.

Capítulo VIII – DA PREMIAÇÃO
Art. 17. As experiências pré-selecionadas para apreciação do Júri receberão os seguintes prêmios como reconhecimento de sua contribuição para a prática social:
a) certificado de participação no concurso;
b) publicização das experiências, a cargo da entidade promotora do prêmio.
Art. 18. As 03 (três) experiências vencedoras serão premiadas com a estatueta símbolo do Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, a “Cruz Isósceles” símbolo da Cáritas, além dos prêmios de reconhecimento mencionados no art. 17.
Art. 19. Além dos prêmios mencionados no art. anterior, as 03 (três) experiências vencedoras serão contempladas com destinação de recursos para o fortalecimento da respectiva experiência, mediante apresentação de proposta/projeto de utilização dos recursos.
Parágrafo único. Os projetos de que trata o art. 19 compreenderão os seguintes valores, conforme classificação da premiação:
a) primeiro lugar: R$ 10.000,00 (dez mil reais);
b) segundo lugar: R$ 5.000,00 (cinco mil reais);
c) terceiro lugar: R$ 3.000,00 (três mil reais).
Art. 20. A cerimônia de premiação será realizada em evento público, durante a realização do IV Congresso Nacional da Cáritas Brasileira, na cidade de Passo Fundo-RS, sendo garantida a participação de um/a representante ou responsável pela experiência premiada.
Art. 21. Os responsáveis e demais profissionais envolvidos nas experiências selecionadas e premiadas autorizam, sem quaisquer ônus, a utilização do nome, imagem e voz para fins de pesquisa ou de divulgação em qualquer meio de comunicação.
Parágrafo único. Fica igualmente franqueado aos responsáveis pelas experiências selecionadas e premiados o uso do resultado do julgamento para os mesmos fins.
Capítulo IX – DAS DISPOSIÇÕES GERAIS.
Art. 22. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora do Prêmio, composta por: Um membro do Regional de Cáritas de MG, Um membro do SECNAC da Cáritas e um membro da Diretoria Nacional da Cáritas, cujas decisões são irrecorríveis.
Art. 23. Serão parte anexa deste regulamento a o roteiro de elaboração de experiências.
Art. 24. Os resultados do julgamento, bem como todos os comunicados oficiais relativos ao Prêmio Odair Firmino de Solidariedade, serão divulgados no portal www.caritas.org.br e no blog do prêmio http://www.premioodairfirmino.org.br/.
Brasília, 07 abril de 2011.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Nossa inscrição:
Seu nome: Cooperativa dos catadores de material reciclável de São Bento do Sul
Seu e-mail: reciclarsbs@gmail.com
Endereço: Rua Inês Muller Pscheidt, nº 96, Bairro Brasília, São Bento do Sul/SC Cep 89282-009
Telefone: 47-3633-4652
Sua Comunidade: São Bento do Sul/SC
Título do Projeto: Tenho Renda Porque Divulgo
Resumo do Projeto: 
Obs.: Não conseguimos recuperar o texto original enviado, de no máximo 1.000 caracteres, mas ressaltamos resumidamente como a cooperativa ganhou espaço na comunidade a partir da coragem de dar transparência de toda sua administração através da página do Reciclar SBS, que tornou-se uma vitrine de debate público a respeito da reciclagem em São Bento do Sul, além de colaborar na divulgação das práticas públicas de incentivo à reciclagem, tais como São Bento Sempre Limpa, SOS Rio Limpo, Econciência, Ecoatitude. A síntese pede que o prêmio, se ganho, seja revertido na aquisição de armários individuais para os cooperados, aquisição de EPIs e pintura interna do galpão, trazendo alegria e organização ao ambiente.


dePrêmio Odair Firmino 2011premioodairfirmino@caritas.org.br
paraAuristela Bauer Kolenez <reciclarsbs@gmail.com>
data27 de julho de 2011 16:18
assuntoResposta Automática

ocultar detalhes 16:18 (51 minutos atrás)
Prezado auristela bauer kolenez reciclarsbs@gmail.com
Agradecemos pela sua participação.
Para concluir sua inscrição certifique-se de preencher e enviar o Roteiro Orientador das Experiências que você encontra AQUI: (http://premioodairfirmino.org.br/Roteiro_Premio_Odair_Firmino_2.doc)
para o email premioodairfirmino@caritas.org.br
até o dia 31 de julho de 2011.



Atenciosamente,

Cáritas Brasileira

www.caritas.org.br

www.premioodairfirmino.org.br
E-mail e histórico anexo, que faz complemento à Inscrição da Cooperativa:

Inscrição Premio Odair Firmino de Solidariedade 2011 - Cooperativa dos Catadores de Material Reciclável de São Bento do Sul.


ResponderResponder
Mais
deAuristela Bauer Kolenez reciclarsbs@gmail.com
parapremioodairfirmino@caritas.org.br
data27 de julho de 2011 16:18
assuntoInscrição Premio Odair Firmino de Solidariedade 2011 - Cooperativa dos Catadores de Material Reciclável de São Bento do Sul.
enviado porgmail.com

ocultar detalhes 16:18 (12 minutos atrás) 
Boa tarde.

Encaminhamos em anexo o formulário de experiência da Cooperativa dos Catadores de Material Reciclável de São Bento do Sul, para concluir a inscrição no Prêmio Odair Firmino de Solidariedade 2011.

Além do anexo, querendo conhecer mais, acesse o link da página: RECICLAR SBS que é a vitrine da cooperativa na comunidade.

Alguns atalhos que podem reforçar nosso empenho em divulgar a cooperativa:
e há outra centena de textos todos relacionados à reciclagem em São Bento do Sul, disponíveis no blog!

Fique totalmente à vontade!

Obrigada,

Auristela Bauer Kolenez
Contadora da Cooperativa
47-3633-6517
Roteiro_Premio_Odair_Firmino_2.docRoteiro_Premio_Odair_Firmino_2.doc
97K   Visualizar   Baixar

Pesquisar neste blog