terça-feira, 31 de maio de 2011

LEIS QUE NOS FALTAM...

Algumas leis que NÃO temos na cidade de SÃO BENTO DO SUL:

IPTU VERDE
(municípios que tem: São Gonçalo , )



Para citar apenas algumas sugestões ...


(Fonte: www.leismunicipais.com.br)

.

TRIBUTOS E CONTRIBUIÇÕES INCIDENTES

Fala-se por aí que a Cooperativa de Catadores de Material Reciclável tem isenção de tudo.

Achamos por bem esclarecer:

Audiência Pública SAMAE

O Presidente do SAMAE nos informou em reunião no dia 30/05/2011 que, contando de 01/06/2011, nos próximos 90 (noventa) dias, deverá chamar a população para uma Audiência Pública, onde serão divulgados os resultados de um estudo COMPLETO sobre o lixo gerado em São Bento do Sul.

A pesquisa que vem sendo realizada pela autarquia inclui estudos quantitativos e qualitativos do lixo comum, sólido reciclável e orgânico, abrange cadastramento dos catadores informais na cidade (em torno de 70), estudo sobre o material recebido pelas cooperativas de reciclagem, a partir da indústria, comércio e catadores informais, além de outros aspectos. 

O estudo (cujos comentários os funcionários do Departamento estão "terminantemente proibidos até segunda ordem") pretende ainda reconhecer a quantidade de entulhos gerada  no município e mapear o destino deste material.

Projeto de Lei Municipal para Usina de Reciclagem de Entulhos


(Fonte: www.cidadesdobrasil.com.br)




Encaminhamos hoje:

À

Presidente da Câmara de Vereadores de São Bento do Sul

Bom dia, Sra. Nilva.

Encaminho abaixo, para servir de modelo de projeto de lei, a Lei 4502/93 do município de Guarulhos/SP, que autoriza construir e implantar usina de reciclagem de entulho e a firmar convênios.

Estamos tentando viabilizar a construção de uma Usina de Reciclagem de Entulhos em São Bento do Sul, que dependerá de lei similar. O SAMAE está realizando os primeiros estudos e já existe outro estudo informal apontando a quantidade de entulhos despejada diariamente nos barrancos e terrenos baldios do município.

Professores da Univille, membros da iniciativa privada e a contadora da cooperativa de catadores, estamos tentando viabilizar a construção da usina, para geração de trabalho e renda aos cooperados, e para fornecimento contínuo de matéria prima para produção de tijolos ecológicos e indústrias de artefatos de concreto locais, além de outras possibilidades como exemplo, substituto do saibro para manutenção das ruas do município. Em suma tentamos viabilizar o arranjo produtivo, que tem ainda como prerrogativa, prevenir o assoreamento dos rios e contaminação do solo e desenvolvimento sustentável, através da destinação correta ao material.

Inicialmente o presidente do Samae já nos informou sobre a possibilidade de ocupar um espaço de terreno à direita da entrada do aterro sanitário municipal, onde à algum tempo, já era depositado material de entulho, ou, em outra hipótese, ocupar parte de uma área de 50 mil m2 no Bairro Serra Alta. 

A aquisição da usina de alto impacto, tentaríamos conseguir através da Cooperativa de Reciclagem, se fizermos prova da viabilidade econômica, ou seja, do efetivo acréscimo no número de vagas e na renda dos cooperados.

Ainda será necessário passar por muitas discussões, porém, a aprovação do Projeto de Lei, independe do que vier a ser discutido, por isso, peço tua ajuda e dos demais vereadores.


Obrigada,

Auristela Bauer Kolenez

(Contatos para conversar sobre: Jucilei G Hubner - UNIVILLE/PEIEX - 8431-2825; Paulo C. Richter - 9902-5103; Mario Nenevê - UNIVILLE - 3631-9100; Geraldo Weihermann - SAMAE - 8835-2581, Auristela Bauer Kolenez - ATT CONTABILIDADE - 3633-6517;)


Guarulhos - LEI Nº 4502, de 10 de dezembro de 1993.
(Fonte: www.leismunicipais.com.br)

Prêmio Nacional de Inovação - CNI prazo 31/05

O Prêmio Nacional de Inovação, é o justo reconhecimento às empresas industriais que contribuem para o aumento da competitividade e o desenvolvimento sustentável do setor no país. A premiação é aberta a todas as indústrias associadas às federações estaduais da indústria e possui quatro categorias: gestão da inovação, competitividade, design e desenvolvimento sustentável. As inscrições da edição 2011 vão de 14 de abril a 31 de maio de 2010.

IV – Desenvolvimento Sustentável

Esta categoria visa reconhecer Projetos inovadores voltadas para melhorias do desempenho sócio-ambiental das empresas com foco na implantação de sistemas de gestão ambiental, adoção de práticas de produção mais limpa, sistemas de tratamento de resíduos, programas de educação ambiental, de sustentabilidade e de equilíbrio e reciclagem de produtos, entre outros tipos de aperfeiçoamentos aplicados em produtos e processos com vistas à conservação e ao uso sustentável dos recursos naturais.


O vencedor da categoria Desenvolvimento Sustentável recebe inscrição para participar de um curso de Educação Executiva, com escola de negócios reconhecida internacionalmente, oferecido pelo Sistema Indústria.

Saiba mais clicando aqui: Prêmio Nacional de Inovação

.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Chamada Pública 001/2011 CAIXA

CHAMADA PÚBLICA 001/2011

Chamada Pública Fundo Socioambiental CAIXA
Fundo Socioambiental CAIXADesenvolvimento Local Sustentável
Apoio a iniciativas de educação cidadã e geração de trabalho e renda
Prazo inscrição 03/06/2011
01 projeto por superintendência regional CEF
R$ 120.000,00
30% pode ser equipamentos
5%  consultoria para o desenvolvimento/execução do projeto


Tem 01 semana inteira, corre que dá tempo!

sábado, 28 de maio de 2011

TIJOLOS RECICLADOS - INVISTA

Esta semana conhecemos o trabalho do sãobentense Paulo César Richter, que desenvolveu e testou o uso de tijolos reciclados a partir de entulho da construção civil.

Se você tem interesse em conhecer, deve visitar a empresa Grün Haus estabelecida na Associação Comercial, ou entrar em contato por e-mail: grunhaus@itfetep.org.br.

É histórico no ramo da construção civil o desperdício de materiais. Mas a consciência e a busca pela redução do custo das obras, faz com que cada vez mais o entulho resultante de reformas e construções sejam vistos como uma fonte alternativa de matéria prima, a ser utilizada no setor. 

Não há levantamentos precisos quanto à geração de entulhos em São Bento do Sul, mas sabe-se que resíduos de obras, principalmente de pequenas reformas e demolições, são grandes fontes de assoreamento dos rios, quando materiais são despejados à beira destes. Basta seguir o contorno dos rios em alguns bairros da cidade para ter uma vaga idéia. Além do assoreamento, outro agravante é a toxidade de certos materiais de construção despejados em barrancos, como exemplo, madeira tratada.

O reaproveitamento de resíduos de construção e demolição através de uma usina de reciclagem de entulhos, é o grande sonho do saobentense, que pode tornar-se realidade, se houver adesão das empresas locais que transportam os resíduos, compromisso do órgão público em absorver os produtos resultantes da reciclagem, tais como tijolos, guias, sarjetas, bocas de lobo, lajotas para pavimentos, mourões,  e até mesmo transformando o entulho em substituto do saibro nas ruas. Mas, o empresário comenta que, o preconceito na utilização de material reciclável nas obras, é o maior desafio enfrentado, já que o produto já está mais do que testado e aprovado.

O empresário desenvolveu e possui uma máquina de fabricação de tijolo reciclado, mas para expandir a atividade depende da construção de uma usina de reciclagem que forneça a matéria prima necessária e constante para confecção do produto.

Vários aspectos devem ser levados em conta na construção da usina, entre eles, a logística, e uma hipótese de instalação com investimentos público e privado, seria na área localizada à direita da entrada do aterro sanitário ou em área no Bairro Serra Alta. 


Estima-se ser necessário uma área de 10 mil m2 para instalação da Usina de Reciclagem de Entulho, e a linha de produção de consiste em cinco fases:
1) avaliação visual da qualidade do entulho descarregado;
2) separação manual dos materiais não utilizáveis como agregados na indústria da construção civil (nesta fase são eliminados os pedaços maiores de madeira, metal, papel, papelão, trapos, plástico, etc);
3) alimentação do equipamento de moagem com o entulho previamente limpo;
4) moagem dos resíduos (há uma separação magnética de pedaços de metais possivelmente existentes);
5) empilhamento do material moído (matéria prima para confecção dos tijolos e outros produtos).
Ainda seria necessário uma retroescavadeira, que custa em torno de R$ 80 mil reais.


A proposta que vem sendo estudada é inserir mão de obra da Cooperativa de Reciclagem, nas duas primeiras fases da usina, permitindo a exploração integral dos materiais não utilizados na moagem

A usina depende de um conjunto de equipamentos para realizar a moagem do entulho, composto pelos seguintes elementos:
- alimentador vibratório apoiado;
- britador de impacto;
- transportador de correioa móvel;
- eletroíma suspenso em regime de trabalho contínuo;
- sistema nebulizador para contenção de material particulado (poeira);
- sistema de contenção de resídos com manta de borracha anti-choque;
- estrutura metálica de sustentação de todo o conjunto.


O processo de trituração ocorre por intermédio de um rotor em alta velocidade, que lança o resíduo contra barras e placas de impacto, fixadas no interior do conjunto.

A dimensão máxima do material produzido no britador de impacto é determinada pela capacidade física da boca e regulagem do equipamento através de peneiras possibilitando uma variada e decrescente composição granulométrica do produto obtido.

Resolvido sobre o terreno e convencendo os cooperados a participar do projeto, a próxima fase será buscar recursos através do Desenvolvimento Regional Sustentável, do Banco do Brasil. Como há necessidade de adquirir um britador que triture inclusive ferro e pregos, o investimento ficaria em torno de R$ 600 mil reais.

Para saber mais sobre o reaproveitamento de Entulho da Construção Civil, clique no atalho: 
Dissertação de Sergio Eduardo Zordan: "A UTILIZAÇÃO DO ENTULHO COMO AGREGADO NA CONFECÇÃO DO CONCRETO", apresentada à Faculdade de Engenharia Civil da Universidade Estadual de Campinas, como parte dos requisitos do título de Mestre em Engenharia Civil, na área de saneamento . (Fonte: www.reciclagem.pcc.usp.br)




---------------------------
Se tivesse matéria prima constante, a GrünHaus Projetos teria capacidade de produzir, já considerados o tempo de manutenção e paradas: 6.000 tijolos por dia, ou 1.200 tijolos por hora. Uma casa popular feita utiliza 54 tijolos por m2 de parede, em torno de 6.500 tijolos. 


Ainda sobre este tema, também interessante conhecer outra empresa de São Bento do Sul que há tempo vem investindo em habitação sustentável, a Mayer Miers Construções, tendo desenvolvido um tijolo reciclável com espessura 20x40x12 cm, quatro furos, utilizando de uma receita própria, que substitui a areia por massa de poliuretano triturado, e produz ainda chapa reciclada. Vale a pena visitar a sede da empresa na Rua João Pauli, toda sustentável.


----------------------------
Leia mais sobre Usina de Reciclagem de Entulhos, na página da empresa: Mapre Equipamentos


Gincana Sustentabilidade R$ 500 mil Prazo 01/06/2011

Atualizando esta postagem, vá para: Campus Oxford ficou de fora e Participe da Gincana do teu jeito
----------------------------------------------------------------------------------------
2ª feira 30/05/2011 às 10:30h, estarão reunidos no prédio da Univille em São Bento do Sul, alguns Professores, representantes de Órgãos Públicos Municipais, representante da Cooperativa de Reciclagem (COOPERCATSBS), e iniciativa privada do ramo da Construção Civil, para tentar elaborar e inscrever rapidamente um projeto de Sustentabilidade para participar do  PROJETO IMPACTO ZERO - SWU COMEÇA COM VOCÊ.

Se você é aluno da Univille, tem idade entre 18 e 25 anos, e tem interesse em participar desta gincana, mobilize rapidamente seus colegas de curso, e procure o Depto. de Marketing da Univille - Campus Oxford, e  convença a inscrever teu projeto que concorrerá a R$ 500.000,00 para ser implementado.

Antes de ir, leia o REGULAMENTO e o EDITAL, não vai de brincadeira, já sabendo do que se trata, e com o projeto pronto, que o prazo é curtíssimo: 01/06/2011.

Resumo:
- cada curso poderá inscrever até 02 projetos que devem contemplar os três pilares da sustentabilidade: ambiental, social e econômico, inscrições gratuitas;
- patrocinadores: Heineken e Fiat; apoio: Rede Globo, Multishow, Fantástico, Visão Sustentável;
- pré-seleção de 01 à 05/06/2011, pelo tema central, que deve ser conciso, indicar público impactado e custo previsto;
- 20 projetos finalistas serão anunciados dia 05/06/11, quando começa etapa eliminatória envolvendo cooperativa de catadores de lixo para reciclagem;
- tarefa de separação de lixo (prova eliminatória) para reciclagem dentro dos aterros pelos alunos em parceria com cooperativa de catadores, prova 17, 18, 19/06 (SP, RJ, Brasília, Recife, Belém, Porto Alegre e Recife);
- vão para próxima fase 10 equipes que conseguirem recolher a maior quantidade de lixo com maior valor de mercado (dinheiro revertido para as cooperativas de reciclagem que contribuírem para prova);
- em agosto/11 seleção para Reality Schow de sustentabilidade: 02 alunos representando cada equipe  com transmissão no Multishow entre 02/08 à 01/09/2011;
- a faculdade que apresentar o melhor projeto e tiver melhor desempenho nas provas eliminatórias, recebe R$ 500 mil para implementar seu projeto de sustentabilidade;
- 2 finalistas da equipe vencedora vão fazer curso de empreendedorismo na Babson College em Massachusetts;
- a Universidade vencedora ganha o direito de realização de um show com apresentação de artista ou banda nacional de qualquer estilo, em cujo público alvo se insira o público universitário, a ser definido de acordo com equipe organizadora, instituição e agenda do artista, em local indicado pela instituição de ensino;
- podem participar faculdades públicas ou particulares de todo país. 


quarta-feira, 25 de maio de 2011

TREINAMENTO 26/05 - Peiex

CAPACITAÇÃO PEIEX UNIVILLE

Evento
Treinamento e Desenvolvimento de Pessoal
Data     
26/05  ( Quinta- feira )   
Período
08:00 às 11:30
Local 
UNIVILLE
Conteúdo
LNT Levantamento de Necessidades deTreinamento 
Treinamento no Próprio Local de Trabalho



Vagas Limitadas. Inscrições gratuítas e limitadas para empresas participantes do Projeto PEIEX. Fone: 3631-9115 Email : projetopeiex@univille.br

A Cooperativa está sendo atendida no PEIEx, conheça mais clicando neste link . Estão inscritas para receber este treinamento gratuito as cooperadas: Deise Cristiane Wengle e Marcia Ribeiro.


Clique para acessar os "SLIDES" DO TREINAMENTO .

1 M3 LIXO P/ CADA 2 KM DE RIO


Estamos pesquisando junto aos Depto. M.A. e Samae a relação do "SOS Rio Limpo" com os containeres de lixo contratados pela autarquia, e a disposição destes em locais onde o caminhão de coleta não chega, propondo uma ação integrada.


Entendendo: a ação do "S.O.S. Rio Limpo" no rio Negrinho II (em Área de Preservação Permanente), encontrou um pequeno "lixão". Perguntamos aos Diretores do Meio Ambiente e do Depto. Técnico do SAMAE se há um container neste local e se o local é atendido pela coleta convencional. 


Aguardamos ainda do Depto. Meio Ambiente o cronograma do "SOS Rio Limpo", para divulgar as datas das próximas etapas até o final de 2011, e as datas em que ocorreram as etapas anteriores, para termos o Histórico público (ou, entra Partido, sai Partido, a ação é engavetada, ninguém sabe quando foi a última vez...)


Falta pesquisar ainda o total de km de rio que temos em São Bento do Sul, e saber quantos km de rio já foram percorridos pelo SOS. Não com a intenção de criticar a ação, mas para confirmar que a cada 02 km de rio percorridos pelo SOS Rio Limpo, vem sendo recolhido 1 m3 de lixo.


É importante para estabelecer uma meta pública para 2012, 2013, 2014, 2015: para 10 km percorridos recolher 1 m3 de lixo. Ou em contrário, saberemos que a CONSCIENTIZAÇÃO da população não está sendo eficaz. 


Vide fotos abaixo, que indicam o grau de dificuldade, e o esforço dispendido pela equipe do SOS Rio Limpo.


Clique para SLIDES DE FOTOS (fornecido por Marcelo Hübel)

Propomos um trabalho sincronizado, pois acreditamos que a população não jogue lixo na encosta do rio por puro relaxo e descaso com o meio ambiente, mas por falta de opção de disposição do lixo em locais onde eventualmente o caminhão da coleta convencional não chega. Mas é apenas suposição, que somente poderemos atestar, após a resposta aos pedidos de informação.


Histórico (incompleto) do "SOS RIO LIMPO": 

Etapa
Período
Rio
Material recolhido
Observação
1

Banhados
4 m3 de lixo
Os principais problemas encontrados foram a presença de casas em área de APP e esgotos ligados diretamente no rio.

2

Rio Negrinho II
9 m3 de lixo
O maior agravante são os materiais sólidos e um pequeno lixão localizado na APP. Todo material foi retirado. É o rio mais poluído com resíduos sólidos.

3

Rio Vermelho
2 sacos  de lixo
É um dos rios mais limpos da cidade. Recolhido um sofá e um tambor de 200 litros.
4

Rio São Bento, galeria e córrego aberto
2 sacos de lixo
É o rio mais poluído por esgoto. Foram recolhidos nesta etapa: ponte, porta, duas árvores.
5

Rio Banhados
6 m3 de lixo
O maior agravante é a origem do material na maior concentração de população nas margens do rio, na Vila Schwarz.

6
(clique)
30/04/2011
Rio Vermelho
2 sacos de lixo
4 km percorridos. É um dos rios mais limpos da cidade. Foram recolhidos nesta etapa: roda de carrinho de mão, garrafas pet, sacolas plásticas, embalagens de bebidas e até um carneiro em decomposição.


Próximas etapas: não divulgado pelo Depto. Meio Ambiente.


.


.

sábado, 21 de maio de 2011

CUSTO ZERO

Projeto de usina recicladora de lixo, com custo zero para os municípios que contempla desde o recebimento até a geração de energia, será apresentado aos prefeitos pela Redsol Energy do Brasil, na próxima segunda-feira, 23, na AMA (Associação de Municípios Alagoanos). 


Longe... Mas, representantes desta empresa estiveram recentemente na visinha Jaraguá do Sul/SC que repensa a idéia de construir aterro sanitário (clique para saber mais), semelhante ao de São Bento do Sul. E na "cidadinha SBS" em que pé estamos sobre isso? NESTE PÉ (clique para saber mais).


Construir aterro já está sendo visto como uma tecnologia muito pouco moderna...  E olha que acabamos de investir R$ 1.147.503,91.


A idéia moderna é partir direto para usina recicladora de lixo, e a custo zero para o município então! 




Clique nos links abaixo, que copiamos da página desta empresa.
Ótimo material para estudar durante a semana:



RESIDUOS SÓLIDOS URBANOS (RSU):

sexta-feira, 20 de maio de 2011

CRONOGRAMA - SÃO BENTO SEMPRE LIMPA

A pedido e prontamente, recebemos nesta data do Departamento de Defesa Civil, o Cronograma do Programa "São Bento Sempre Limpa". (clique para ter acesso ao Projeto original)

O Diretor destacou que:


 "O Programa "São Bento Sempre Limpa” foi resgatado em 2009 pelo Departamento de Defesa Civil que mantém a coordenação do mesmo", ressaltando que as datas abaixo estão condicionadas às variações climáticas, e que possíveis cancelamentos serão informados pela imprensa.

Data

Local
Equipamentos e veículos utilizados
Nº de pessoas envolvidas
Resultados
04/04/2009
Centenário, Brasilia, Dona Francisca e Bela Aliança
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
6,0 t
16/05/2009
Oxford, Cruzeiro, Mato Preto e Fundão
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
7,5 t
20/06/2009
Serra Alta, Vila Pilz, Sertãozinho, Lençol e Alpino
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
11,0 t

22/08/2009
Colonial, Boehmerwald e Rio Negro
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
6,0 t
14/11/2009
25 de Julho e Schramm
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
4,0 t
28/11/2009
Rio Vermelho Estação, RIO Vermelho Povoado, Rio Natal, e Ano Bom
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
4,0 t
16/12/2009
Progresso e Parque Mariane
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
2,5 t
10/04/2010
Rio Vermelho Povoado, Estação, Rio Natal e Ano Bom
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
5,0 t

29/05/2010
Centro e Bairro Progresso
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
4,0 t
26/06/2010
Centenário, Brasília, Vila São Paulo e Bela Aliança
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
3,5 t
31/07/2010
Mato Preto, Fundão, Dona Francisca, Oxford e Cruzeiro
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
4,5 t
28/08/2010
Colonial, Rio Negro e Boehmerwald
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
4,5 t
16/10/2010
Serra Alta, Vila Pilz, Sertãozinho, Lençol e Alpino
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
5,5 t
20/11/2010
25 de Julho e Schramm
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
3,5 t
30/04/2011
Rio Vermelho Povoado, Estação, Rio Natal
4 caminhões e 2 caminhonetes
45 pessoas
4,5 t
18/06/2011
Boehmerwald, Colonial, Urca, Rio Negro
4 caminhões e 1 caminhonete
aprox. 30 pessoas
3,0 t
16/07/2011
Dona Francisca, Mato Preto, Fundão, Oxford e Cruzeiro, Ponte dos Vieiras
4 caminhões e 2 pick-ups
32 voluntários
6,0 t
PRÓXIMO




20/08/2011
Centenário, Vila São Paulo e Bela Aliança



15/10/2011
Serra Alta, Sertãozinho, Vila Pilz, Lençol e Alpino



19/11/2011
25 de Julho e Schramm



03/12/2011
Centro e Progresso





Pesquisar neste blog